sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Halloween


Para a malta que liga a estas coisas...
Feliz dia das bruxas!!! ih ih ih

Anedota do dia

Uma paciente vai ao médico e queixa-se:
"
Sr. Dr. estou tão inchada, será que estou grávida?"
O médico responde:
"Não, minha Sra., isso são gases!"
Passados 8 meses o médico encontra a mesma paciente, com uma criança ao colo e pergunta-lhe: "Mas que linda bébezinha é a sua filha?" "Não, Sr. Dr. é a minha bufa!!!

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Ninguém merece!

Tanta tecnologia hoje em dia...
...máquinas para isto e para aquilo...
e não há meio de inventarem uma que a malta possa espetar a roupa para lá de qualquer maneira e ela saia de lá lavadinha, sequinha, passada a ferro e dobrada de preferência!!!!
É que estar um dia inteiro com a mão agarrada ao ferro é dose!! Também...quem me mandou ter uma big family??
Ainda por cima sou uma ferro-assassina, pois a cada 6 meses tenho de comprar um novo...Aconteça o que acontecer acabam sempre por ter morte precoce!!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Uma sobrevivente!


Hoje tive uma manhã diferente!
Começou a dar-me com cada dor, digna de me contorcer toda...
Se estivesse grávida, pensaria que tinha chegado a hora H...mas não...
Era a porcaria da dor renal, que de 3 em 3 meses me atormenta!!
Pelo que parece tenho quase uma pedra da calçada cá dentro!!
Ainda me consegui mover até ao hospital mais próximo...quase a rastejar...mas consegui!!!
Bem...gente era mais que muita!Se estavam doentes...que é que me interessava?!Eu queria era que a porcaria da dor me passasse!!!
A Srª. Drª que nem o meu nome sabia dizer...era de uma simpatia que até dava logo vontade de arrancar dali para fora...!
Ainda por cima tive de esperar quase 30 minutos pela bendita da enfermeira, que não dava conta do recado, tal não era o pessoal...
Já havia umas quantas pessoas a organizarem-se para darem uma carga de porrada à médica..Não tivesse eu quase a "patinar"...também lá ia!
Finalmente uma injecção na nalga!!!Foi quase instântaneo...que alivío!Que dores tramadas...só mesmo quem as tem sabe como é que é!!!
Ainda tive de levar com a enfermeira a esburacar-me as mãos à procura de uma veia...logo as duas!!!...Finalmente o soro!!
Agora tem de ser a toque de antibiótico...e pelo menos por mais 3 meses estou safa!!!

A minha alegre casinha....


Ainda hoje sonho com a aquela casa que foi a casa da minha vida... Quem lê o que escrevo, se calhar pensa que foi alguma casa enorme... Nada disso...Uma casa num rés -do-chão, num prédio com mais de 40 anos...Quartos minusculos, cozinha minuscula... "Nem sei como conseguem viver aí nessa casa"-repetiam as vizinhas.
No meu quarto, cabia um beliche, para a minha irmã e eu, e pouco mais. O quarto do meu irmão era uma antiga despensa, nem porta tinha, o meu pai tirou-a, para o quarto ter um pouco mais de espaço. Nem sabiamos o que era ter uma banheira... Na sala era onde tudo acontecia...que recordações tenho...tão boas...!!! Nós já éramos poucos e mesmo assim os nossos amigos eram sempre mais que muitos!Sempre a casa a abarrotar. Quantas e quantas vezes acampámos no quintal...desde almoçaradas, jantaradas...casamentos e baptizados...valia tudo...naquela casa tão pequenina... Aquele baloiço, que o meu pai fez...que fazia com que eu e os manos andássemos à chapada...que saudades!!! E a nossa árvore borracheira, que é feito dela? Saudades de ser miuda! Saudades daquela nossa casa! 15 anos a viver ali...quem diria? Quantas e quantas vezes sonho com a nossa casinha...Porque será? Quando lá estávamos desejávamos ter uma outra, com quartos para cada um... E a D.Fernanda coitada, Deus lhe tenha a alma em descanso...ralhava, e ralhava... "Podiam fazer menos barulho?" Também os vizinhos Jeóvas...que arrastavam movéis durante toda a noite...e eram mais misteriosos que eu sei lá!... A querida Srª. D. Víuva, que nunca se queixou do nosso barulho...tadinha era surda... Aquelas escadas do prédio se falassem...!!!Tantas eram as histórias... Aquela "Rua João de Deus"...nunca mais foi a mesma... Ainda há dias lá passei...Sempre que lá vou à terra faço questão de lá passar.Basta fechar os olhos e é como se fosse outra vez miuda, até o cheiro parece diferente, oiço as vozes de sempre a falarem, nós e os nossos amiguinhos, ora a jogar à bola, ora a saltar à corda...os namoricos...as festarolas...que saudades! Ainda me lembro da alegria que era aquela rua.As velhotas passavam horas à janela, a verem-nos brincar...
Hoje é uma rua quase deserta...a vizinhança já nem se conhece e todas aquelas que nos conheciam ou já não ali moram ou então já morreram... O nosso café "Escondidinho" está fechado... Até a Srª. D.Víuva o deixou de o ser... Quando volto à realidade, apesar de o prédio estar pintado de novo (feito histórico!), sinto um vazio tão grande...
Gostava que o tempo voltasse atrás, que congelasse por momentos para matar saudades.
Foi uma infância boa...podiamos andar na rua descansados...sem medos...sem tanta porcaria que há agora...e não se passaram tantos anos quanto isso! Passados 15 anos a sonhar com uma casa "como devia de ser", eis que a temos...5 assoalhadas, um quarto para cada um...mas agora só lá vive a mãe...os filhos casados, os pais separados...para que serve agora a casa tão grande?Que só faz eco de tão vazia? Toda aquela alegria... os momentos em familia, estão lá na nossa casinha...que nem nossa já é...ficam as recordações de onde fomos tão felizes...tempos esses que jamais voltarão...mas que sabe sempre tão bem recordar...porque já dizia o "outro", recordar é viver...!!!!
E é como a música diz...
"Que saudades que eu já tinha da minha alegre casinha tão modesta quanto eu..."

sábado, 25 de outubro de 2008

O que lá vai, lá vai...

Sentados na esplanada, tu com aquela garrafa de cerveja na mão,
olhos de "carneiro mal-morto"... como eu dizia..., cabelo escuro e solto, todo encaracolado, lindo!!
As tuas palavras naquela noite, ainda hoje ecuam na minha cabeça..."

então és tu a tão famosa amiga, que o meu irmão tanto fala..."


Apartir desse momento as tuas palavras me embalavam numa dança de seduç
ão tal!!...era quase impossivel resistir! Naquela noite falámos até de madrugada...foi mesmo uma grande empatia...

Mas mais que qualquer coisa a nossa grande amizade e cumplicidade...onde queriam encontrar um, o outro lá estava...

Até cheguei a ser confidente das tuas namoradas!!


Passados meses, surpreendeste-me...

conhecias-me bem...
sabias que eu estava lentamente a cair-te nos braços...
era uma miuda...e tu um homem que já sabia o que queria da vida (
ou talvez não).
Para não se correr riscos, cada um fez a sua vida...mas a SAUDADE era maior que qualquer outra coisa...já não dava mais...precisávamos de nos encontrar.

Ligaste-me....


...De certo que me leste os pensamentos!!...
Éramos almas gémeas (quase) perfeitas!
O nosso encontro foi emocionante, apesar do enorme nó no coração. Mas afinal o que se iria passar connosco?
...Não me tinha esquecido do que me tinhas dito mal nos conhecemos, em jeito de desabafo...
"
Não estou preparado para qualquer tipo de relação, tenho o meu coração completamente fechado a quem quer que seja..."

Não mais vou esquecer...saídos daquele bar, dentro da "nossa" carrinha quando olhaste para mim assustando-me e chutaste:
"
Queres namorar comigo? Esquece tudo o que te disse(...)não me sais da minha cabeça!!"

Mais embasbacada era impossivel!
Nem me saíu um "
nim"!!Apesar de completamente rendida aos teus encantos desde que te vi, tinha plena consciência que nunca ia ter qualquer hipótese...(que auto-estima mais lower!)

A menina fez-se dificil até não dar mais...


"Então?Quando é que me dás a resposta?"-Isto já volvidos uns dias.

Lembro-me do nosso primeiro beijo...tão a medo...mas apartir desse mágico momento, o meu mundo se abriu...

Fui tão feliz contigo!!Jamais esquecerei!

Ensinaste-me a não ter medo de ser quem sou, a gostar de mim, a não querer saber o que os outros pensam ou se estão a olhar para mim, até me ajudaste a gostar de me ver com o cabelo solto, coisa que era impensável...

Obrigada...obrigada por não te teres importado...

Mas como ao principio é tudo muito bonito...
... claro que foi... ...mas foste tu quem escolheu o teu fim.

Só pensavas «nela»...trocavas-me
por «ela»a toda a hora... E hoje?...És feliz com «ela»?...Tens o que querias?...

Foram os momentos...aqueles tais que prefiro nem lembrar, que me fizeram quem sou hoje...e por um lado ainda bem, orgulho-me de ser quem sou...!!!
Hoje dou valor a certas coisas que caso não vivesse tudo o que vivi contigo,não dava.

Faria tudo igual...
hoje tenho comigo metade de ti...a luz da minha vida...

Será que ainda te amo?...................

Mas não te queria de volta,... o que lá vai, lá vai...


Quem sabe se nos voltaremos a encontrar numa outra vida onde «ela» não exista...as almas gémeas acabam sempre por se encontrar...

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Meu principezinho, és real?


Mesmo não sendo para mim novidade,
foi uma gravidez com muita ansiedade e alegria
misturada com tristeza e mau feitio. :(
Não foi fácil...coitadinho de ti...
Dorminhoca como nunca e preguiçosa ainda mais!...
...cada dia passado parecia irreal.
Seria verdade, estaria a passar novamente pelo mesmo?
Será que eu...somente eu,merecia tudo isto?
"E porque não?Porque pensas sempre que não mereces?"

Até que enfim...chegaste!Foi amor à primeira vista!!
Foi bom ver-te!Parecia que esse dia não mais chegava!

Não tirei os olhos de ti por um instante, não fosse este meu sonho acabar!...

Meu príncipe...!!!!!
Como és perfeito!!
Só tu para encheres minha alma,
para fazeres o meu coração explodir de felicidade...!

Agora que dia-a-dia te vejo crescer...
cada olhar teu, me deixa cair uma lágrima,
lágrima essa carregadinha de alegria...tanta...tanta!

És um ser tão pequenino e frágil e ao mesmo tempo, tão cheio de amor para dar...
Ensinas-me muito!
O teu sorriso é a melhor prenda a cada dia e a tua primeira gargalhada estremeceu-me de orgulho!
Obrigada por existires meu princepezinho!
És tudo para mim!
Agora sei que és real e te mereço!
Amo-te para sempre!!!!!

Porquê?Que mal te fiz eu?


Não sabes o que significas para mim
senão jamais me abandonarias!

Porque foste embora?

Porquê?Que te fiz eu?
Todos estes anos a pensar em ti!!

Mas porquê?

Sempre o fizeste...toda a vida fugias de mim.
Não percebias que eu te queria ao pé de mim?
As cartas que te mandava...mil e uma...
...E tu??...Nem uma...quanto mais mil!!

Porquê??
Que te fiz eu?


Porque te fechas assim?
Não me deixas entrar no teu mundo?Não entendo.

Quantos pactos fizemos...para quê?
"Amigas para sempre", "és a minha melhor amiga!"
...palavras por nós ditas e escritas um sem fim de vezes!

foste embora sem mais nem menos...

Porquê??
Mas afinal que te fiz eu?


A minha vontade era de te abraçar, de te dizer que te adoro apesar de tudo...
Mas fugiste e não deixaste!

Se estou chateada contigo?Não, magoada sim.
Se tenho saudades tuas?Muitas!...
Se te quero voltar a ver?Hoje mesmo!
Se voltamos a ser as mesmas amigas de sempre?Para sempre!

Porque não me procuraste?Ainda por cima sabes onde eu moro...

"Não te perdoo"-diz o meu coração por vezes, danado e desorientado!!...afinal sente-se enganado.
Mas não é de verdade, não é sentido, é só a mágoa a falar.

Deixaste-me a pensar que era simplesmente uma qualquer e não a tua amiga...
Depois de tudo o que passámos juntas....

Mas porquê?
Que mal te fiz eu??


"Não te perdoo!"-lá está meu coração outra vez...
Com tanta dor nem sabe o que diz!

Havemos de nos encontrar um dia...vais ver...
Talvez aí me digas o porquê...

...e que mal te fiz eu!